sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O que a faculdade não faz numa pessoa

Click to view my Personality Profile page
Há mais ou menos dois anos, eu fiz esse teste para ter uma ideia e uma base à minha escolha pro vestibular. O resultado deu todas as características da direita.
Hoje deu na telha de fazer novamente e ver o que dava, aí deu isso aí, passei de introvertida a extrovertida. Eu não sei se essa transição está tão completa assim, mas a verdade é que eu já não aprecio o tempo passado sozinha tanto quanto apreciava antes. Eu tenho gostado de gente, de muita gente. De passar a aula conversando com quem quer que esteja atrás de mim, de puxar conversa com uma pessoa que eu poderia simplesmente deixar passar com um alô, de estar sempre ocupada e envolta de gente. Não sei se estou sendo exatamente sincera quando deixo de preferir uma coisa para preferir outra, mas estando em grupo eu acabo deixando um monte de problemas e ideias desnecessárias de lado. Ficar sozinha com os mesmos pensamentos de sempre tem sido um bocado entediante.
Só lamento que antes eu era como o Doug Funnie e agora sou como a Sandra Bullock.

4 comentários:

Luis disse...

Sabe que eu nunca fiz esse teste? Já cansei de ver aí pela internet, mas sempre fico com uma preguiiiça de registrar...

Ana C. disse...

Onde é q tem esse teste hein Jana?
Preciso fazer com U R G Ê N C I A !
uahaha
De Doug Funnie a Sandra Bullock?Óia as coisas melhorando! ;P

Mariana disse...

Acredito na teoria determinista, o meio faz a pessoas! Mudar não é ruim, é natural. Só não é bom quando mudamos pra pior, se é que isso é possível...

Beijos

Sofia A. disse...

Eu gosto muito de ver gente, mas tenho muitos momentos de sentar na varanda com o meu caderno colorido e me colocar a pensar, escrever, desenhar.
Na verdade, a questão é ser feliz como der, e não importa nenhuma classificação.
Um beeijo!