terça-feira, 19 de maio de 2009

Uma figura e suas mais de mil palavras

Foi no prefácio do livro de um poeta. Eu não lembro se estava interessada no autor do livro ou no do prefácio, mas acho que era no do livro, porque ele me lembra grama, brisa e verão.
O autor do prefácio contava uma história: certa vez, após a apresentação de um balé (russo?) famoso, um repórter foi nos camarins e entrevistou a bailarina principal, perguntando o significado da dança.
Ela respondeu:
– Meu caro, se eu fosse capaz de dizê-lo em palavras, não teria tido todo o trabalho de dançar.
Ou algo assim, faz tanto tempo! Tudo muito bonito, tudo muito poético.
Então o autor do prefácio continuava que não havia como escrever um prefácio para um livro tão maravilhoso como aquele, que não fazia sentido tentar explicá-lo e falar sobre ele em pouquíssimas páginas quando o verdadeiro autor levou centenas. O jeito, assim, é começar a ler de uma vez.
Achei lindo.
Escrevi isso no meu caderninho que fica do lado da cama há um tempão, com umas notinhas embaixo: William Blake? Faulkner? De quando em quando faço pesquisas aqui e acolá, mas me canso tão fácil da falta de respostas que até parece que eu gosto do cheiro de mistério no ar.

7 comentários:

Daisy K. disse...

Ah, que coincidência! Já li esse texto...mas infelizmente o perdi, se não teria lhe ajudado. :(

Mas também, acho que a graça está no mistério, nessa busca incessante para achar as respostas. Porque talvez ao achar o que queria, não tem tanta graça quanto a procura.

Irena disse...

AHHH, achei uma gracinha! Fiquei curiosa em saber qual é o livro.

Gaba disse...

ou você comentou isso comigo ou eu li em algum lugar. é lindo mesmo.

Daisy disse...

AHSDUSADUH, ok. Relaxa, vou ver se minha amiga tem o texto. Eu vi numa aula de inglês, então provável que ela tenha e lhe passo, ok? :b

E bom, vou lembrar de deixar bem claro que eu que fiz pra ser tratado com carinho, obrigada pela dica! x)

Skoob eu também tenho preguiça. Não mexo nele como deveria..e aliás, depois me passa o seu perfil pra adicionar? :x

Vanessa disse...

Nossa, bem legal isso!
Ah, qual o livro?
:-)

Bárbara disse...

Maldade você revelar pra gente essas palavras tão bonitas e não saber quem as escreveu.

Nem gosto muito de poesia, mas isso aí que ele (quem?) disse é mesmo lindo. *_*

Luisa Pinheiro disse...

Oun, que fofo! Adorei a resposta da bailarina. Consegui imaginá-la num camarim cheio de gente agitada dizendo aquelas palavras (a bailarida, não a gente agitada, ficou ambíguo! hahaha)
beijos