quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Decisões importantes

Depois de muito pensar, tomei decisões:
1. Reconheci que eu realmente não quero ler os restos dos livros que eu comprei nessas férias e nem o Quem Mexeu no Meu Queijo? que uma amiga me deu só para eu ficar decepcionadíssima e depois ela tirar outro livro das costas, o real presente.
2. Eu não quero ir para a droga daquela turma do ITA do meu colégio!
O item 1 é auto-explicativo, mas o 2... Bem, pelo menos eu realmente não estudei para a prova de entrada na turma, senão eu teria que incluir as horas de estudo na minha lista de horas da vida que eu quero de volta (que inclui, além do filme Superbad - que eu vi, ARGH!, no cinema, forçada por um amiga -, minhas madrugadas sonâmbulas na cama. A verdade é que elas são muito, muito produtivas, mas eu durmo e no outro dia, puuuf!, esqueci-me de tudo! Às vezes até consigo incrustar algumas idéias na cabeça, como a de uma história em quadrinhos de duas páginas, a de um desenho cheio de flores e até a resolução de que sereias e tritões põe ovos, mas, hã... não é a mesma coisa! A história em quadrinhos nunca vai ser mostrada a ninguém, o desenho das flores eu comecei e percebi que estava ficando uma droga e não consegui mais achar a idéia genial, e a resolução final... A verdade é que eu tinha reinventado toda a história d'A Sereiazinha para contar a meus filhos. E pensado em respostas às possíveis perguntas deles, incluindo a "Mas como eles têm bebês, mamãe querida do meu coração?" E agora só me lembro da parte reprodutiva e de que troquei as adagas que a sereiazinha sente entrarem nos seus pés toda vez que anda por tachinhas, para que meus filhotes não ficassem muito assustados).
As partes boas do item 2 são: vou fazer meu curso de desenho sem precisar faltar nas aulas facultativas de história (YEAH!), vou ter aula com o professor Carlos Augusto, por quem já estou nutrindo uma certa admiração desde que minha prima disse que ele gostava de Magic Numbers e Belle & Sebastian, e serei novata apenas em parte, porque mesmo mudando para o turno da tarde, uma amiga ficará comigo.

P.S.: Também vale dizer que eu até penso em textos para o blog antes de dormir e já planejei nos mínimos detalhes como seria meu post para quando A Gata morresse: com uma referência a Pushing Daisies, algo como "Ned, I really need you here", acompanhado da minha foto com a honeybaby em que eu estou igualzinha ao Truman Capote na orelha de Bonequinha de Luxo.
P.P.S.: Mas é óbvio que caso a xururuca morra de verdade eu vou passar seis meses numa fossa completa, no mínimo.

6 comentários:

Irena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Irena disse...

Eu tenho reconhecer que estou com preguiça de ler aquele artbook do Ratatouille, mas sabe o quanto isso é difícil? Porque eu teria preguiça de ler aquela coisa linda de morrer? Acho que é porque na verdade eu estou com invejinha do Brad Bird porque ele tem talento e eu não! HAHAHAHAHAHA :D
Eu não quero voltar pra escola também Janelídia! E olha que eu nem vou pra nenhuma turma de gente inteligente como você vai.
E PORQUE OS DESENHOS SÃO SEMPRE BILHÇOES DE VEZES MELHORES QUANDO NÓS SÓ IMAGINAMOS ELES? Isso é tão injusto!

E aonde você foi parar essas últimas madrugadas no MSN? Você não foi abdusida né?

Gaba disse...

ei! põe um caderno do lado da sua cama! eu faço isso (apesar de estar cansada demais pra imaginar algo útil antes de dormir).

Carol M. disse...

Quem mexeu no meu queijo? deve ser um livro muito do chato mesmo xD
ta aí, nunca pensei na reprodução das sereias o.o"

:*

Luh disse...

Mas por que você não quer ler os livros que comprou? o.o

Olha, Quem Mexeu no meu Queijo? não é lá uma maravilha, mas é bom!

beeijo.

luh disse...

eei, sumida, tenho sentido falta das nossas conversas 'enormes' por comentários!