sábado, 8 de novembro de 2008

Ainda não foi dessa vez

De vez em quando eu topo com esse meu amigo Paulo no ônibus, e nós vamos juntos o resto do caminho até o colégio. Ontem foi um dia desses, e ficamos conversando sobre assuntos variados (ele falou de Sandman, eu, Angela Gutiérrez), até que, na penúltima esquina antes da escola, aparece um cara de bicicleta, que desce da bicicleta, fica na nossa frente e coloca a mão nas calças. Na hora eu pensei: Ah, meu deus, é um tarado ou ele vai sacar um revólver e assaltar a gente? E, como se eu devesse seguir a carreira de vidente, ele sacou um revólver e falou:
– Isso é um assalto!
Pediu que Paulo desse o celular pra ele, e Paulo deu, ainda que pedindo que não ficasse com ele, porque era um celular ruim!, ou ao menos devolvesse o chip. O cara nem quis saber, guardou o celular e a .38 (não, eu não manjo de armas, mas Paulo ficou estranhamente feliz em ter o primeiro assalto a mão armada com uma .38) e subiu na bicicleta de novo.
Como eu espero que dê para perceber nessa curta narrativa, ele me ignorou. Tanto que, depois de chegarmos ao colégio e começarmos a espalhar a história, eu só ousei dizer “O Paulo foi assaltado e eu tava do lado!”. Qualé, essa semana o mundo deu para ser indiferente a mim e me magoar, foi? Mas como ele era um... assaltante!!!!, me conformei.
Enfim: quando o cara tava passando na nossa frente, para pegar a rua do colégio só que no sentido contrário ao nosso, entregou o celular de volta.
– Toma, quero mais não!

12 comentários:

Luisa disse...

É sério que ele devolveu o celular, Jana? Que bizarro! hahuahua. E por que ele não pediu teu celular também, meudeeeeus, isso é mais bizarro ainda.
Sabe, eu morro de medo de ser assaltada. Principalmente agora que tô sem celular (partiu no meio :~). Vai que ele não acredita que eu não tenho celular e leva minha bolsa? huauhahua
beeijos

Denys disse...

Isso tudo aconteceu mesmo? XD bizarro!

Pelo menos c não foi pseudoassaltada... desde que eu fui fiquei meio paranóico @_@

Nicas disse...

*Medo!*
Nossa, minahs pernas estariam tremendo até agora (e talvez ainda mais pela história só contar que eu "tava do lado" do assaltado, pô, a gente fica com medo do mesmo jeito e na hora é a mesma situação pros dois.

Mas a parte de devolver foi mais chocante que o roubo em si. O.O

Gabius disse...

Ta, ou seu amigo era MUITO azarado ou de fato o celular não era tão bom assim.
Já fui assaltada uma vez, com um cara armado, DENTRO DA MINHA CASA!!!!
bandifiladaputa, vão estudar vagabundos de m*rda. Desculpa pelo desabafo, eu precisava. Beijos

Camila Peres disse...

Mell dells, que coisa não?
Essa merecia até um conto hehehe
Boa semana pra você ;D
Bjs

*Lusinha* disse...

Bizarro!
Bjitos!

mia disse...

assaltante engraçado esse. provavelmente um cavalheiro em assaltar só o seu amigo e não você, e exigente por só querer celular bom haha
:*

Anna disse...

Ah, mas então você deu uma baita sorte, e seu amigo também! Ganhou o celular de volta! Com certeza era um pivetinho. Um dia na porta do colégio passou um sujeitinho de bicicleta e roubou o boné do meu amigo, aí no outro dia ele pediu desculpas e devolveu! O pior é que ele passa todos os dias na porta da nossa escola quando volta da própria escola. Mundo pequeno.
Beijos

Fernanda Fusco disse...

Que bom!! Pelo menos ele devolveu!
Meus pais foram assaltados na praia esses dias.. O cara levou uma canga, um real, um cigarro, um isqueiro e um pão-de-queijo mordido! - parece piada, mas juro que é verdade.. E não devolveu.. =(

Irena disse...

Vai ver que você naturalmente fica invisível (não literalmente, se é que me entende) quando estar com medo por isso o cara não te notou.
Agora a melhor parte foi o cara ter devolvido o celular HAHAHAHAHAHAHAHA!

Luisa disse...

Daqui a oito dias eu, tu e a Gabi estaremos fazendo vestibular. Todas as federais (ou estaduais, no meu caso) resolveram marcar a prova pra esse dia! Socorro!

Cih disse...

Então o diacho do celular era ruim mesmo??
Vc escapou de boa hein??
beijos!