terça-feira, 4 de novembro de 2008

Lixão a mar aberto

Eu sei que nós estamos destruindo o mundo porque eu vivo no mundo diariamente e não tem como não notar todas as mínimas coisas que eventualmente viram bolas de neve (mesmo no Brasil - haha, como sou engraçada!). Mapa do entulho do PacíficoMas eu ainda sou jovem e minhas proporções são pequenas, então eu só pensava na Amazônia, nas avassaladoras plantações de soja, e, por que não?, no chão da minha sala de aula. Bem, é claro que o problema é maior do que isso, nós estamos falando de um planeta inteiro! Pois acabei de ficar sabendo que existe um lixão em alto mar do tamanho do Texas (como eu não estudo a geografia dos EUA, não faço idéia direito de quanto é isso, mas, certamente, é grande o suficiente) no oceano Pacífico, que vai se acumulando e crescendo com a ajuda das correntes marinhas.
E é basicamente isso que ainda não deixou meu queixo voltar ao lugar: um lixão no oceano! Do tamanho do Texas! De plástico que nós ignoramos!! E que os animais comem, porque ele vai se degradando e se transformando em partículas minúculas até parecer zooplâncton, o qual, opaopaopa!, cai na cadeia alimentar e volta pra gente, uma vingancinha da Mãe Natureza.
Peixe de plásticoO mar, será?O pior é que de concreto eu não posso fazer nada, só abrir mais sites e olhar mais imagens. E ver esse vídeo.

4 comentários:

Nyana disse...

Eu vi um documentário recentemente, entre muitos outros relacionados com a Poluição existente no Planeta, e fiquei impressionada como é que o Hawau por exemplo é o caixote do lixo da América, vi o especial sobre as coisas trazidas pelos albatrozes no estômago e fiquei impressionada.
Devemos mesmo pensar no futuro dos nossos filhos, pois o nosso não se avizinha nada tempos fáceis.
Reciclar é uma das opções e com a qual vivo diariamente.
Bjos Ny

Gaba disse...

você realmente gostou de "Story os Stuff"? eu achei um vídeo com uma iniciativa legal, mas com um raciocínio frágil demais...quase incorreto. D:

*Lusinha* disse...

Tá ai uma coisa que eu nunca parei para pensar: a vingança da mãe natureza.
Realmente, jogamos para eles, mas volta para nós e nem nos damos conta.
Bjitos!

Irena disse...

Sabe, como eu moro numa cidade no meio da Amazônia e essas coisas ERA de se esperar que eu estivesse muito preocupada com todo o meio ambiente. Mas a verdade é: eu não estou!
Quero dizer, sinto que só me sinto superficialmente preocupada com toda essa desgraça.
A não ser ano passado, ano passada estava MUITO preocupada. Porque eu vi um documentário no festival de cinema daqui que ficava falando como tudo vai ser um desgraça e como ursos polares vão morrer e essas coisas. AÍ eu me preocupei.
Mas que seja.

P.S.: e o Texas é grande mesmo. Tipo, o segundo maior estado dos EUA!