segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Na verdade é um comprimido

Sentei na TV atrás de algo bom e comecei a assistir um suspense (não, sem nomes para que ninguém reclame de eu ter contado o final do filme), tudo bem normal e tenso. Até que, bom, DE REPENTE, UUUH, ETS. Não, as crianças não tinham sido sequestradas, e sim abduzidas.
Opa, agora o cara também foi.
– Ih, mãe, agora o moreno também foi abduzido!
– Abduzido? O que é isso? É uma palavra nova pra mim!
(Como assim ela não sabe o que é abdução, né, século XXI, mas enfim.)
– Ele foi levado pelos ETs!
– Dão uma injeção nele e, pronto, ele vira ET, é isso?

3 comentários:

adivinhaquemé disse...

... cê tem uma dificuldade com MORAL DA HISTÓRIA que precisa ser resolvida, sério.

Irena disse...

Já vi esse filme! Também fiquei sem entender como alguém não sabe o que é ser abduzido.
E adivinhaquemé, entenda, moral de história é tão Fábulas de Esopo, estamos tentando criar um novo movimento literário aqui!

Luisa disse...

Mães sempre dão um jeito de nos surpreender com situações como essa, fato!