terça-feira, 21 de abril de 2009

18 resultados da maioridade

A contagem regressiva pros 18 anos terminou há um tempinho, e venho aqui (depois de descobrir que meu computador de humor oscilante é capaz de ligar quando eu preciso) só dar uma atualizadinha na lista de 17 coisas que planejei cumpri e procrastinei religiosamente.
Não me julguem, por favor, eu ainda nem tinha completado 18 anos quando decidi fazer essa lista, tão inocente, tão ingênua! Não sabia de nada.
(Agora sei de tudo, jogo mancala no advanced e também calculo vetores em R³!)

1) Compor uma música:
Sim, eu compus!!! Acho que foi o último item que fiz, sim, isso mesmo! Escrevi toda uma letrinha cheia de rimas, porque, já que não sou realmente ligada ao mundo musical, o mínimo que eu podia fazer é formar frases sonoras. Ritmo ela não tem, exceto a primeira e a última estrofes, que são basicamente uns rapzinhos, hihi! Por enquanto estou sem planos de tornar a letra domínio público, principalmente depois das risadinhas na faculdade quando eu cantei o rap, com direito a batucada bocal no ínicio. Mas mamãe gostou, isso que importa!

2) Dar um conselho digno de mestre:
Bom, eu devo ter dado algum depois de todos esses dias, né? Deixe-me veeeer... “Vá pela sombra!” é um excelente exemplo.

3) Assistir a Uma Rajada de Balas:
Eu ia assistir. Eu até baixei o filme, sabe. Ia baixar antes na faculdade, mas o download por torrent não executou e eu... deixei pra lá. Fui retomar plano em cima da hora e meio que... er, o computador pifou, sabe. A placa de vídeo. Mas pifou um pifado não definitivo, de vez em quando liga! Hoje, quando eu tinha tempo disponível para assistir... não ligou. De qualquer jeeeito, eu revi Antes do Amanhecer, que ajudou a renovar mais ainda todo o meu amor pelo amor, tá!

4) Fazer uma torta de maçã:
Domingo retrasado fui pra cozinha e preparei na raça! Ficou boa, mas meio que estraguei completamente a massa. Primeiro, errei a mão nos biscoitos de maizena, depois, tive que usar forno de micro-ondas porque o do fogão tava quebrado, e, por fim, não pude tirar a torta da fôrma porque nós só temos fôrmas antiquadas e não a high society que a receita pedia (com fundo removível! Pode um negócio desses?) .Torta de maçããã Eu sei que a torta tá esquisita, que tem umas bolhas esquisitas, e que parece estar queimada bem ali (realmente estava), mas ela se acabou em dois dias! É ou não é um ponto positivo?

5) Acordar mais cedo do que o normal para caminhar:
Acordei mais cedo do que o normal para ir até o mercado e comprar sacos para a corrida de saco que teve no piquenique de aniversário, que tal? Muito mais jogo!

6) Jogar xadrez ou damas nos tabuleiros que tem na pracinha:
Joguei mancala numa versão online. Muito mais idiota!

7) Perder de propósito o CD de músicas legais que eu preparei desde fevereiro:
CÉUS, O MAIS FÁCIL! Esqueci completamente. Se bem que até poderíamos considerar que eu o perdi, só que perdi dentro de casa! A ideia é, uuuhuul, disseminar músicas que me deixam felizes pelo mundo afora, para que outros também se sintam contentes! Permanece na utopia, mas só por enquanto.

8) Voltar a fazer coisas de papel machê:
Eu tentei. Cortei folhas de revista em pedacinhos, deixei de molho por um tempo e alguns dias depois fui pintar o sete. Bem. Eu nunca tinha feito com revista, sabe, só com jornal, mas achei que poderia dar uma chance ao colorido. Deixa que a água ficou fedorentíssima e o papel não modelou bem... Joguei tudo fora. Se bem que o balde ficou dias e dias na varanda, talvez tivesse até larva do mosquito da dengue!!!

9) Chegar em casa e ir direto dormir, sem tocar em computador, sem ligar a TV, sem ler:
Não fiz ao pé da letra, mas um dia, depois de ver um filme alugado, fui direto para cama e dormi feito um bebê! Normalmente eu teria ido para o computador, lido um pouco, ou até visto mais um pouco de TV.

10) Aprender a jogar truco:
Comecei a ler as regras, joguei um pouco online, não vi graça. Por outro laaado, aprendi mancala! Muito mais interessante, viu, e certamente não vou ficar desempregada, com o intelecto alto nível que tenho desde que consegui vencer o computador no advanced.

11) Bater o recorde que o Eduardo deixou no único jogo do meu celular que eu sei jogar:
Fui totalmente incapaz. Estava considerando deletar o recorde dele e assim conseguir deixar o meu, mas, bom, não conseguia parar de pensar como isso era trapaça e como ele se sentiria traído. (Provavelmente não, eu que sou grilada!) Assim, busquei novos caminhos e aprendi a jogar outro dos três únicos jogos do meu celular, ahá!

12) Ganhar prática em fazer uma caneta girar entre os dedos:
Consegui fazer um passe aí com o polegar uma meia dúzia de vezes! Não está no YouTube porque câmeras me assustam e me fazem errar, mas está na minha memória!

13) Ficar craque em fazer pedras quicarem no lago mutante do campus:
Não fiquei craque, mas consegui que duas ou três quicassem, na única vez que eu tentei... Mais do que satisfatório.

14) Ler o livro de mamãe:
Eeeerrrr. Não foi dessa vez. Já fazia muito tempo que eu me sentia mal por não ler o livro de mamãe, sabe, porque é algo tãão legal, minha mãe escreveu um livro! Eu já li! É tão bom, você não quer ler também? Aqui, ó! Só que, er, não é um livro de ficção. É meio que... a tese de mestrado dela. Desmotivante? Bastante. (Rima! Tentar memorizar essa para a própria letra de música que eu for escrever!) Até estava tagarelando sobre isso com um cara no Omegle, sobre a lista das 17 coisas. Apesar de ter começado dizendo que eu realmente tinha que cumprir tudo, porque era tudo muito legal, depois ele ajudou a tirar um peso das minhas costas. (Oi, eu sou muito grilada!) “Is she gonna read your research thesis on Electrical Engineering stuff?” encerra o assunto.

15) Colocar uma flor na orelha:
A primeira coisa que fiz, a mais simples.

16) Aprender a dancinha de I'd Rather Dance with You:
Aprender eu aprendi, tudo bem fácil, só não significa que eu consiga dançar... graciosamente.

17) Bom, esse item é confidencial:
E se eu consegui ou não também é confidencial!

18) Cumprir a lista de 17 coisas:
Siiiiim, cumpri e muito bem cumprida! Apesar de toda uma galerinha sem sal dizendo que eu não conseguiria fazer cinco itens, taí, tudo feitinho. (Não.) Ok, passo rastando, vaaaaai! Só pra dizer que eu completei alguma coisa nessa vida.

8 comentários:

Luisa Pinheiro disse...

Ai, adorei esse seu post! Dei altas risadinhas e reparei nas escapadas que tu deu na hora de cumprir algum ítem... uhehuehuue.
Acho que vou acabar te imitando e fazendo uma listinha dessas quando meu aniversário estiver chegando (ou vou pensar no assunto! hehe).
Beijos!

Irena disse...

Mas você fez muita coisa! Acho que não teria feito nem 1/3 disso.
Agora, não creio que você nunca tinha colocado uma flor no cabelo. BLASFEMANDO AÍ!


P.S.: ai meu DEEEEUS! Conheço um menino que se chama Leonardo, mas nenhum que se chama Alexandre. Mesmo assim acredito que nem o Leonardo é chapeleiro... Agora, uma coisa é certa do seu sonho: eu AMO chapéus.

Iara disse...

Ahh, mas é claro que vc completou a lista... Ou quase :D
Me diverti com o seu post! E fiquei morrendo de vontade de comer torta de maçã *nham* *-*
Beijo :*

Arianne disse...

Intem 17) 'não significa que eu consiga dançar... GRACIOSAMENTE' me fez ri! hiahiao
E parabéns pelo seu aniversário! :D
Seu blog tá uma graça!
Beijos..

Nat ♥ disse...

Se o no 18 vc diz que conseguiu cumprir todas, significa que o resultado da 17 não é assim tão confidencial. hsauhsuaihsuaihsuiha
E como vc tem 18 anos e não aprendeu a jogar truco? :~~ hsaiuhsiuahsa
bom, parabéns pelos 18 anos! =D

disse...

Ahh. vpcê fez bastante coisa. parabéns. :D
E parabéns também pelos 18 anos.

*Lusinha* disse...

Tem alguns itens dessa lista ai que eu não conseguiria cumprir, fato.
Um feliz aniversário atrasado pra você!
E bem que você podia fazer um manual de como se joga esse joguinho ai, né? Ainda não entendi o propósito...
Bjitos!

Anna disse...

haha, o post ficou muito bom! sempre me divirto demais com você, Jana!
beijos