domingo, 20 de abril de 2008

Tempo de carne e osso

Nem contem as velinhas, pelo amor de Deus!
(Hihi, na verdade nem precisa, já que eu tecnicamente devo estar atualizando a biografia aqui do lado...!)
Então, né. Dezessete anos. (Opa, falei!)
Ai, me sinto tão velha! E, pior ainda, a cada segundo que passa, eu não paro de jeito nenhum de envelhecer!!!!!!! E vou ficando mais e mais velha e de repente não me divirto mais com os meus livros, dou risadas bobas quando uma criança expressa sua criatividade numa frase e não paro de repetir "te vi desse tamanhinho"... Ó, CÉUS, isso não pode acontecer comigo! Imaginem quando eu estiver delirando na faculdade e começar a me esquecer dos meus tempos de escola?! Quando eu não conseguir mais me lembrar dos hambúrgueres com sorrisos (catchup = boca, maionese = olhos) da 2ª série e de como eu derramei a água que minha amiguinha Mariana segurava na farda dela de propósito na 4ª série porque estava chateada com... COM QUE É QUE EU ESTAVA CHATEADA MESMO?!
E quando... eu não conseguir mais confiar na minha memória...?
Ok, esse devia ser um post feliz!!!!!!!!!
Ah... sem ânimo para isso...

3 comentários:

Luh disse...

TOOODO mundo fazendo dezessete anos, só o meu aniversário que não chega! haha.
parabéns atrasado! beeijo.

thais disse...

;D

Irena disse...

Ai Jana, você não vai esquecer das coisas! Afinal você tem um blog, aquele monte de agenda e de diário. Caso você esqueça é só reler e relembrar tudinho!
Além do mais envelhecer tem aquele monte de coisa boa como estar se aproximando dos seus sonhos e tudo o mais.